Correthos
Home Empresa Softwares Vídeos/Treinamentos Clientes Contato
Em palestra do SINCOR-PR, presidente do Grupo Bradesco diz que Brasil “vive momento espetacular”
Postado em 13/07/2012
Tamanho da Fonte: - A  A+
Imprimir
 Fonte: Sincor PR 

O mercado segurador tem muito para crescer, nos próximos anos. A análise foi feita pelo presidente do Grupo Bradesco Seguros, Marco Antonio Rossi, durante ação promovida em Curitiba pelo SINCOR-PR, no último dia 5, em Curitiba, com apoio do SINDSEG-PR/MS, no projeto “Com a Palavra, o Presidente”. 

Rossi falou sobre o tema “Mercado Segurados, Desafios e Oportunidades”. De acordo com o presidente do SINCOR-PR, José Antonio de Castro, que fez a saudação de abertura do evento, o projeto tem o intuito de aproximar os presidentes das seguradoras com o Paraná. “Já trouxemos os presidentes da Chubb, da HDI e agora do Bradesco. Com isso nossos Corretores têm oportunidade de conhecer um pouco mais da visão de cada um dos presidentes e das suas respectivas seguradoras”. 

Para Rossi, o Brasil “vive um momento espetacular”, com enormes possibilidades de negócios. “O mercado está muito favorável”, analisou. 

Na avaliação do presidente o Brasil é a 6.ª economia do mundo, mas apenas o 15.º na área de seguros. “É só olhar para esses números que percebemos o quanto ainda pode ser feito”. 

Ao Corretor de Seguros do Paraná Rossi passou uma mensagem de otimismo e entusiasmo. “É preciso acreditar nas novas possibilidades e se reinventar todos os dias”. E foi além: “Temos que acreditar que os negócios podem ser feitos de formas diferentes. E a razão é bem simples: as novas tecnologias que estão aí”. 

O presidente do Grupo Bradesco Seguros destacou ainda que o mercado segurador movimentou quase R$ 77 bilhões no ano passado e, destes, o Paraná ficou com cerca de R$ 8 bilhões. “Mas dá para melhorar mais”, disse. 

Segundo Rossi, só compra seguro quem tem condições de adquirir algum bem “ou que tem algo a perder e, por isso, precisa segurá-lo”. E nesse aspecto a mobilidade social da população tem se mostrado bastante ativa. “Em 2000 tínhamos 9,7% de brasileiros na classe A/B e hoje são 10%, mas a classe C passou de 36% no mesmo ano para 52%. Isso mostra um grande poderio consumidor”, afirma. 

O desafio para os Corretores de Seguros, segundo ele, é saber como explorar essas novas oportunidades. “Como chegar a essas pessoas, a esses novos consumidores. Hoje temos apenas 1% das famílias cobertas, das classes C, D e E, por plano de previdência. Isso é inaceitável”, observa. 

“O mercado de venda de carros cresce a um ritmo de 7,5% ao ano e temos aproximadamente 30% da frota segurada. Quanto às residências, apenas 10% são seguradas. Vejam o quanto dá para crescer”, ressalta. 

Na avaliação do presidente da Bradesco Seguros o Corretor deve estar atento ao novo perfil do consumidor brasileiro. “Há mais mulheres, mais jovens e há uma classe C e pequenas e médias empresas muito ávidas por comprar”, garante. 

Ao final da palestra, Marco Antonio Rossi recebeu uma lembrança do SINCOR-PR, uma medalha de agradecimento pela participação no projeto, e também um presente dos amigos do Bradesco no estado, por ser torcedor do Corinthians – uma faixa do Timão, que se sagrou campeão da Libertadores. O presente foi entregue pelo presidente do SINCOR-PR, José Antonio de Castro; pelo presidente do SINDSEG-PR/MS, João Gilberto Possiede; e pelo presidente da FUNENSEG, Robert Bittar. 
Imprimir
Link:
Email
Senha
Utilizamos o Correthos a mais de 10 anos e estamos muito satisfeitos com o sistema, facilidade e o(...)
Certame Corretora de Seguros

Em um mercado competitivo quem possui informação faz diferença. Através(...)
Via Norte Corretora e Adm de Seguros

+ depoimentos